1. Teatro Municipal Ludovico Pórzio


A edificação tem um valor histórico, arquitetônico e cultural. Representa a arquitetura proto-racionalista da cidade, foi construída no século XX, na década de 30, mais especificamente em 1938. O teatro está localizado na rua Nico de Oliveira,763, no centro da cidade de Pinheiro Machado-RS.

2. Marco dos Porongos

O Massacre ou Traição dos Porongos foi o penúltimo confronto da Revolução Farroupilha e ocorreu no dia 14 de novembro de 1844. Essa batalha resultou na morte de 110 apoiadores da República, em sua grande maioria, os Lanceiros Negros, na prisão de 333 homens, 5 estandartes, um canhão, utensílios, arquivos e mais de 1000 cavalos. O monumento encontra-se na estrada entre Pinheiro Machado (sede do município) e Torrinhas (segundo distrito do município). Acima do cerro também há um marco de cimento com a data do ocorrido.

3. Prefeitura Municipal de Pinheiro Machado

Foi a residência de um dos primeiros habitantes do município, sua construção é de arquitetura eclética e é da segunda metade do século XIX. Está localizada na Rua Nico de Oliveira, 763.

4. Igreja Matriz Nossa Senhora da Luz

É uma edificação eclética, do século XX, década de 30, para ser mais preciso, de 1937. Está localizada na Rua Sete de Setembro, em frente à Praça Central. Nesse prédio observa-se o uso de vitrais e arcos em ogiva na fachada principal. Apresenta valor simbólico, artístico e qualidades construtivas tecnológicas. Nossa Senhora da Luz é a padroeira do município e tem suas atividades comemoradas no dia 02 de fevereiro.

5. Centro Administrativo Funfa

O Centro Administrativo foi adquirido pelo município em 1998. Está situado na Rua Sete de Setembro, 322. Seu nome foi colocado em homenagem ao Político Carlos Eduardo Irigoyen Garcia, conhecido como Funfa, que faleceu no ano de 2001, quando era vice-prefeito do município. Serviu como prédio de algumas instituições bancárias e, atualmente, nele funcionam as Secretarias da Fazenda, da Agropecuária e Meio Ambiente e da Indústria, Comércio e Turismo.

6. Guarda Velha

Localizada a 20km da sede do município, na entrada da estrada que dá acesso à localidade de Torrinhas, junto à BR293. É um monumento construído na forma de Belveder. O local marca a era da demarcação de fronteiras, sendo da guarda permanente, onde se originou a realização de muitos embates entre demarcadores, permanecendo como cemitério até 1977, quando passou a serem colocadas ossadas de cadáveres que estavam expostos e construído o monumento histórico. Aos fundos, encontra-se a Fazenda Guarda Velha, onde vale a pena ver a maior plantação de oliveiras do Brasil e a fábrica de diversos azeites da região, principalmente os Azeites Batalha, que já conquistaram vários prêmios de qualidade, em todo o mundo.

7. Praça Central Angelino Goulart

Em área central da cidade, a Praça Angelino Goulart recebeu esse nome em homenagem a um Administrador do município no período de 1904/1911, em substituição ao antigo nome denominado de Praça XV de Novembro. O local é ponto de encontro para pinheirenses de todas as idades. Essa praça apresenta várias espécies de árvores, chafariz, calçadas com pedras brancas e pretas em mosaicos com o formato de estrelas, com luminárias e um bonito paredão, o qual serve de acento para inúmeras pessoas. As ruas ao seu redor são revestidas de um paralelepípedo regular e apresentam inúmeras casas centenárias e de construção característica do século XIX e início do século XX.

8. Parque Charrua

Há três quilômetros do centro da cidade, o Parque Charrua, de propriedade do Sindicato dos Empregadores Rurais, sedeia feiras, rodeios e demais atividades do município. Além da tradicional Feovelha, com uma das maiores ofertas de ovinos do Brasil, que acontece todos os anos no último final de semana de janeiro.

9. Pedra de Torrinhas

Uma verdadeira escultura da natureza, localizada no segundo Distrito de Pinheiro Machado, passando o vilarejo de Torrinhas 5km e entrando numa entrada a esquerda. É um local ímpar, muito bonito e pode servir para passeios ciclísticos, ou para trilhas de moto e 4X4.

10. Rio Camaquã

Tido por muitos historiadores como rio Camacuã, é um rio muito bonito, tem muitas encostas e paredões rochosos que dá para serem vistos no município de Pinheiro Machado. Na divisa com o município de Santana da Boa Vista-RS, o rio pode ser atravessado por meio de uma balsa. Em 1827, nas margens do rio, foi travada a Batalha de Camaquã, na qual o exército argentino derrotou as tropas imperiais brasileiras.

11. Gaya Aventura Park

Localizado a 7km da sede do município, na estrada municipal denominada China Inocência, localidade de Curral de Pedras, com entrada em frente ao trevo de acesso da cidade, pela BR 293, no sentido de Pelotas-RS. O parque conta com camping, restaurante, hospedaria, piscina, tobogã, tirolesa, churrasqueiras e extensa área para a contemplação da natureza.

12. Cacimbas

Não é à toa que Pinheiro Machado antes foi denominada Cacimbinhas, pois o município possui inúmeras cacimbas, as quais serviam para que os tropeiros e os carreteiros matassem a sede. Numa delas se deu o famoso milagre, onde o fazendeiro Dutra de Andrade, devoto de Nossa Senhora da Luz, possuidor de terras e deficiente de visão, após lavar seu rosto na Cacimba do Camacho, voltou a ver e, em homenagem ao milagre construiu uma capela, que hoje é a Igreja Nossa Senhora da Luz.