Vigilância Ambiental realiza busca ativa de barbeiros

A Vigilância ambiental de Pinheiro Machado está realizando buscas ativas dos vetores da doença de Chagas (Barbeiro). Os barbeiros abrigam-se em locais muito próximos à fonte de alimento e podem ser encontrados: na mata, escondidos em ninhos de pássaros, toca de animais, casca de tronco de árvore, montes de lenha e embaixo de pedras.

Nas casas escondem-se nas frestas, buracos das paredes, nas camas, colchões e baús, além de serem encontrados em galinheiro, chiqueiro, paiol, curral e depósitos.

O Agente de Endemias Rogério de Souza Lucas explica como a população deve proceder ao encontrar o inseto. “A população deve usar luvas ou saco plástico sem furos ou rasgos para pegar o inseto e lacrar, não permitindo a saída do mesmo. O inseto pode ser entregue no Posto de Informação de Triatomíneo (PIT). Os Postos de Informações de Triatomíneos − PITs são locais escolhidos pela vigilância em saúde nos quais a comunidade pode entregar os insetos suspeitos”, explica Rogério.

Pinheiro Machado possui cinco PITs distribuídos nas seguintes localidades:

Secretaria Municipal de Saúde (Sede da Vigilância); USF São João Batista; USF Passo do Machado; USF Vila Umbu e USF Torrinhas.

Rogério completa destacando que os procedimentos seguem os protocolos estabelecidos pelo Ministério de Saúde. “Após a confirmação de o inseto ser barbeiro é a realizada a busca ativa na Unidade Domiciliar para averiguar a presença de mais exemplares no local”, finaliza.

SAIBA MAIS:

Os triatomíneos são insetos que podem ou não estar contaminados pelo agente causador da doença de Chagas: Trypanosoma cruzi. Estes insetos, vetores da doença de Chagas, se alimentam de sangue de animais e humanos, e também de hemolinfa de baratas silvestres.