Secretaria de Educação desenvolverá Projeto Livro em Pinheiro Machado

Diante da grande necessidade em formar alunos mais críticos e questionadores, bem como promover os benefícios comprovados na elaboração de projetos que incentivem a produção textual dos alunos, o município de Pinheiro Machado busca desenvolver um projeto no qual o aluno se torna autor da própria história.

O livro, cujo nome será posteriormente escolhido pelos alunos, visa despertar nos estudantes não só o interesse pela escrita, mas também pela leitura, elementos fundamentais para vida em sociedade.

No desenvolvimento do projeto cada faixa etária realizará um tipo de escrita, que seja condizente com suas capacidades imediatas. O objetivo é que sejam contemplados estudantes de 3º à 9º ano, da rede municipal de Ensino.

“Todos os textos serão desenvolvidos em sala de aula e previamente selecionados pelas professoras regentes. Os cinco textos que mais se adequarem ao formato do livro, serão encaminhados para Secretaria de Educação. Na SMEC haverá uma nova seleção dos mais adequados que serão revisados, digitados (ou digitalizados, dependendo do seu formato), organizados e encaminhados para publicação”, explica Jaqueline Castro dos Santos, secretária de Educação.

Frisa-se que os professores precisarão trabalhar os gêneros em sala de aula, explicando suas principais características e fazendo com que os alunos se apropriem dos seus elementos. Serão oferecidas, também, pela Secretária de Educação, oficinas para produção dos gêneros em cada adiantamento. Posteriormente, quando solicitada a produção textual, os estudantes terão seus textos, primeiramente corrigidos pelos professores, possibilitando preferencialmente uma reescrita e, depois, selecionados.

Cada aluno que tiver seu texto selecionado receberá um exemplar do livro em um evento programado posteriormente, bem como as escolas e professoras envolvidas no projeto.

“O exercício da escrita nas escolas é essencial para desenvolver nos alunos a capacidade de se comunicar adequadamente em diferentes contextos de fala”, complementa Jaqueline.

O prefeito Ronaldo Madruga enfatiza que a iniciativa está na programação do Governo para incentivar a leitura e o desenvolvimento de raciocínio. “Esse projeto também vai possibilitar uma marca para essas crianças que passaram pela vida escolar, ficando o registro eternizado no seu texto que fará parte do livro”, relatou.