Comitiva do Cideja busca implementação da Patrulha Maria da Penha na região

Na tarde de sexta-feira, 25, o vice-prefeito de Pinheiro Machado Rogério Gomes de Moura e a chefe de gabinete Lóren Pinto Ferreira estiveram juntamente com lideranças do Consórcio Cideja participando de audiência no Comando da Brigada Militar do RS, em Porto Alegre.

Em conversa com o subcomandante-geral, coronel Douglas da Rosa, a comitiva recebeu informações de como proceder para que uma Patrulha Maria da Penha passe a atuar nos municípios do Cideja.

Precursora no país, a Patrulha Maria da Penha é uma das conquistas trazidas pela lei que tornou mais rígida a punição para os casos de violência doméstica. O projeto foi criado em outubro de 2012, pela Brigada Militar. Sua atuação teve início junto ao 19º Batalhão de Policia Militar, na Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre. A Patrulha, formada por policiais militares capacitados para atender esse tipo de demanda, visita a vítima e presta o atendimento no pós-delito. Se necessário, também monitora o agressor.

Entre suas atribuições estão identificar os casos mais graves, fiscalizar o cumprimento das Medidas Protetivas de Urgência (MPU), orientar e esclarecer as dúvidas das vítimas, realizar rondas periódicas, atuando preventivamente, confeccionar certidões que integrarão os inquéritos e informar a vítima quando seu agressor é colocado em liberdade.

O próximo passo da comitiva será debater com os comandantes da Brigada Militar de Bagé e Pelotas.

“Como há patrulhas Maria da Penha implantadas nestes municípios, buscaremos que elas atuem também nos municípios do Cideja”, explica Rogério.

Integraram a comitiva a vereadora Hulda Alves, do município de Candiota e a secretária executiva do Cideja, Liziane Jardim.